Diversas

terça-feira, 28 de junho de 2016

Nas asas do pensamento





Voam nas asas do pensamento
as minhas palavras, silenciosas,
perfumadas p’los beijos do vento
e coloridas por belas rosas!

As palavras vão navegando os céus,
buscando talvez, a ilusão ou a razão
e vão-se enfeitando com lindos véus
para que o encontro tenha mais emoção!

Se as palavras que por aqui eu mando
se perderem, que voltem cantando
p’ra sossegar o meu pensamento…

Se a sorte não me bafejou agora
talvez o destino me dê outra hora,
e acabe de vez este tormento.

José Carlos Moutinho

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Será defeito ou virtude

 
 
Eu queria um só beijo teu, amor,
um que fosse escaldante de paixão,
dar-te-ia o meu respirar e uma flor
para guardares em teu coração!
Mas se além do beijo me desses mais,
farias de mim o homem mais feliz,
juro-te que faria de ti meu cais
meu mar, meu sol tudo que sempre quis!
Ai, ai este amor louco e desatinado
faz de mim vento perdido por aí,
vibra em mim o que jamais eu senti…
Sou um coração pelo amor, minado
que me deixa em total inquietude,
talvez por defeito ou por virtude…
José Carlos Moutinho

Tempo do tempo





Nas voltas do tempo, faz-se o tempo
que vira e volta muda este tempo
sem que nós consigamos pará-lo
sendo assim, só nos resta aceitá-lo!

Podemos pensar que o enganamos,
porém, os enganados somos nós,
há que viver a vida e o que amamos
antes que o tempo tire nossa voz!

Se levarmos as coisas a brincar
os efeitos serão bons como amar
pensem bem no que vos digo, amigos…

Porque o tempo nos dá pouco tempo,
a cantar teremos mais alento,
se os tempos forem bem vividos.

José Carlos Moutinho