Diversas

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Encantadora mulher



Olá mulher encantadora,
Queres que eu apanhe a lua para ti,
Ou preferes que eu agarre as estrelas
E te cubra com elas, como se fossem pérolas?
Por ti, farei o impossível,
Pararei a rotação da terra,
Só para ficares sempre junto de mim!
Posso oferecer-te o sol,
Para que a tua vida nunca seja escura,
Só tens que me dizer o que queres,
Encantadora mulher!
Farei só para ti, uma estrada
Para que ninguém mais te incomode,
Plantarei todas as flores do universo
No jardim da tua vida!
Do arco-íris, farei a auréola,
Que te acompanhará sempre
E te protegerá dos ventos da inveja!
Serei o mar,
Para navegares em mim,
Se preferires serei um lago,
E tu serás o meu cisne!
Olha, mulher encantadora,
Posso até ser a noite em ti
E tu o luar em mim,
Nomeio-te a minha rainha,
Eu serei o teu servo,
Encantadora mulher!

J.C.Moutinho

3 comentários:

  1. Quanta paixão aqui incontida.
    Maravilhoso Zé, maravilhoso!

    ResponderEliminar
  2. Olá poeta!
    Vim aqui para te desejar um dia muito feliz.
    Tu mereces.
    Aproveita-o que é todo teu. E como sempre um conselho como se fosse para mim. Sê humilde. Um verdadeiro artista.
    Parabéns pelo teu livro e pelo dia da consagração.
    Beijos, muitos.
    Sabes? estou feliz por ti e por todos os que usam a poesia como expressão para a sua exaltação, paixão, insatisfação, CRIAÇÂO!
    Uma vez poeta para sempre poeta...
    Um abraço do tamanho do olhar de Deus e que Ele te abençoe.

    ResponderEliminar